Minha Sombria Vanessa | Kate Elizabeth Russell

by - junho 29, 2020


Esse é um dos livros mais difíceis que já li em toda minha vida. E quando digo difícil, não estou dizendo que é um livro complicado de entender, porque não é este o caso, a dificuldade está em ser mulher, ter sido adolescente, e encarar a história de todos os abusos que a Vanessa sofreu sabendo que assim como ela, muitas de nós vivemos situações similares.

Kate Russell fez uma releitura do clássico Lolita, um livro que nunca senti vontade de ler, por conta de todas as críticas que já vi acerca da obra do Nabokov. Mas, confesso que depois de Vanessa e de todas as entrelinhas que vemos nesta história, fiquei curiosa com o clássico.

Minha Sombria Vanessa conta a história de uma adolescente que teve um relacionamento extremamente abusivo com um professor quando ela estava em um colégio interno. Mas, nós vamos conhecendo a história em dois momentos distintos que vão se intercalando: a adolescência e os fatos vividos naquele tempo e a vida adulta da Vanessa, quando ela já tem 32 anos e descobre que outras mulheres estão denunciando o mesmo professor nas redes sociais.

O que distingue este livro de outros que tem essa pegada MeToo, é que a Vanessa não se enxerga enquanto vítima do abuso. Ela afirma que o que ela viveu com este homem foi um relacionamento amoroso e que teve o consentimento, mesmo sabendo que ela tinha 15 anos na época, enquanto ele tinha mais de 40.

Entender a Vanessa é entender as milhares de mulheres que não conseguem fazer parte da luta feminista, que se negam a aceitar que precisamos brigar por nossos direitos e que parecem estar cegas. 

Como já disse, foi uma leitura bem difícil, mas que me desconstruiu ainda mais enquanto mulher e que me fez refletir muitíssimo acerca de pequenas coisas que talvez jogamos para debaixo do tapete, mas que precisam ser escancaradas e discutidas, sobretudo com as jovens mulheres. É um livro que indico muitíssimo, mas já saiba que há diversas cenas muito detalhadas dos abusos e que podem ser gatilhos para algumas de nós.  

You May Also Like

0 comentários