Shiki Oriori, A biblioteca à noite e 次元 Dimensão, do duo NONOTAK

by - outubro 29, 2018

Primeira aleatoriedade deste post é um filme de animação que foi produzido pela nossa queridíssima Netflix em parceira com a produtora chinesa Haoliner e o estúdio CoMix Wave, do meu favoritinho Your Name.

Em O Sabor da Juventude nós acompanhamos três histórias que se passam em cidades chinesas diferentes. Nas três perspectivas foi colocada uma lupa na infância e nas dificuldades das transições para a vida adulta dos personagens. Além disso, há sempre uma identificação com algum elemento simbólico que liga o personagem a suas memórias. 

A primeira história é Macarrão de Arroz, que traz Xiao Ming, um rapaz que vive em Pequim com toda a sua frieza e agitação de cidade grande. Mas, ele vai narrando a história da infância dele e a relação que ele tem com o bifum, um macarrão de arroz que ele aprendeu a apreciar com sua avô. Este prato tem muita importância na vida de Xiao e nós vamos descobrindo isso ao longo das suas memórias.

A segunda história é Nosso Pequeno Desfile de Moda que traz um vínculo entre duas irmãs, mas se centra na mais velha, Yi Lin, uma modelo em decadência que enfrenta diversas dificuldades. A relação aqui fica com as roupas e como é possível criar laços através das cores e tecidos que usamos.

O terceiro, e o que mais me encantou, é Amor em Xangai. A história tem como protagonista Li Mo, um jovem arquiteto que acabou de comprar um apartamento em Xangai. Durante a mudança, ele encontra uma fita cassete que resgata a sua adolescência, mas para escutar o conteúdo, ele vai ter que se deslocar até a casa da sua avó que fica no seu bairro antigo que está prestes a ser demolido. Foi uma história de primeiro amor muito lindinha e, é claro, que eu amei!



Um dia desses por aí, eu e a Bia, fomo fazer o nosso rolezinho oficial pela Avenida Paulista e visitamos a Japan House. Lá estava rolando a exposição Dimensão, do duo NONOTAK, que tem como proposição mesclar arquitetura e artes visuais. São três instalações imersivas e sensoriais, que ficam em cartaz de 02 de outubro até 06 de janeiro de 2019, no térreo da Japan House Brasil. 

Apesar das fotos não terem ficado como gostaríamos, eu gostei muito de passar por lá e me perder em cores, sons e muitas sensações. Recomendo muitíssimo que você leve câmera para fotografar, já que o celular não consegue capturar com maestria a beleza da exposição.


Também na Avenida Paulista, é possível ir até ao Sesc Paulista, que já falei mais por aqui, e visitar a Exposição "A biblioteca à noite" que oferece aos visitantes uma experiência imersiva ao mundo das bibliotecas. Lá é possível entrar em uma biblioteca particular e escutar suas histórias e, também, conhecer 10 bibliotecas que estão ou estiveram espalhadas pelo mundo. É uma viagem encantadora e educativa de Sarajevo até a Cidade do México. Saí de lá com uma vontade gigantesca de ter uma enorme biblioteca e viver boa parte dos meus dias apreciando as obras dela.

Neste vídeo aqui embaixo é possível ver direitinho como funciona a exposição. Então, se você é um apaixonado por livros assim como eu, não deixe de conferir essa maravilha que está por aqui gratuitamente até o dia 10 de fevereiro de 2019.



You May Also Like

0 comentários